História do Município
;

História do Município

Nova Crixás

Imagem: Nova Crixás

Origem - Governador Leonino Caiado

Nova Crixás surgiu no início da década de 70, quando a família de José Alves Moreira, oriunda de Minas Gerais, adquiriu terras na região onde hoje se localiza o município, para a prática da agricultura. Com a notícia das terras férteis, foram chegando pessoas para trabalhar nas lavouras, e José Alves decidiu doar parte de suas terras para abrigar essas famílias. Logo descobriu-se que as terras não eram boas para o plantio e decidiram partir para a engorda de gado. O fluxo migratório foi incentivado pela construção da rodovia GO-164 e, ao mesmo tempo, pela extensão de terras para a pecuária.

Em princípio de 1971, o atalho e as máquinas chegavam nas barrancas do Rio Crixás-Mirim, definindo a estrada que passaria pela fazenda de José Alves.

Nessa altura, 1971, o governador do Estado era Leonino Ramos Caiado, e por essa razão, aliada à presença da família Caiado no município, para captar a simpatia do governador, José Alves batizou o lugar com o nome de Governador Leonino. É importante lembrar, que o Senador Ronaldo Caiado, neto de Leonino Caiado, é eleitor do município de Nova Crixás.

A fundação histórica deu-se no dia 13 de junho de 1971,um domingo de sol muito lindo, com a elevação de um Cruzeiro no meio do cerrado, e celebração de uma missa com participação de José Alves Moreira e sua família e mais cerca de 50 pessoas. A Missa foi rezada pelo padre Alderico Rossoni, Redentorista da Província de Porto Alegre e pároco de Mundo Novo, conforme Ata guardada nos Arquivos da Paróquia de Mundo Novo e na Prelazia de Rubiataba, e foi auxiliado pelo Diácono Arlindo Welter, exatamente onde hoje está edificada a primeira igreja católica.

Em 1972, já demarcada a posição correta da rodovia, os irmãos Manzanos resolveram acelerar o processo de urbanização local, os quais contribuíram de maneira decisiva no crescimento do povoado e em sua elevação à condição de cidade.

Formação Administrativa - Nova Crixás

Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Nova Crixás, pela lei estadual nº 8853, de 16-06-1980, desmembrado de Crixás. Sede no atual distrito de Nova Crixás. Constituído de 2 distritos: Nova Crixás e Bandeirantes, ambos desmembrados de Crixás. Instalado em 01-02-1983.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1983, o município é constituído de 2 distritos: Nova Crixás e Bandeirantes.

Geografia

Seu território se limita a sudeste com o município de Crixás, ao sul com o município de Mozarlândia, ao oeste com o Estado do Mato Grosso, tendo o Rio Araguaia como divisor, a nordeste com o município de Mundo Novo e a Noroeste com o município de São Miguel do Araguaia.

Clima

O clima é quente e seco. Durante os meses de Dezembro a Março é chuvoso. Ao longo do ano é possível que os termómetros ultrapassem os 45 °C principalmente nos meses de Agosto a Novembro.

Hidrografia

Os muitos rios, levam milhares de pescadores anualmente ao município em busca de grandes peixes. Isso movimenta a economia do município. Turistas em busca de lazer, sempre visitam as praias que se formam durante os meses de seca (que geralmente, vai de junho a setembro) nestes rios. Sabendo da importância de tais atividades para o município, a prefeitura municipal, juntamente com Semarh criaram o programa Araguaia Limpo, que todos os anos recolhem milhares de toneladas de lixo das margens e do leito do Rio.

Rio Crixás-Mirim (leste)
Rio Crixás-Açu (nordeste);
Rio Araguaia (noroeste),
Rio Tesouras (sul),
Rio Santo Antônio (sudeste),
Rio do Peixe (sudoeste),
Córrego Caxias (centro-norte),
Córrego Leopoldina (centro-oeste),
Córrego São Pedro (sudeste).

 

Carregando...